WORKSHOPS- 9 de maio

David Costa

Professor do 1.º ciclo do ensino básico desde 1996, integra o quadro do agrupamento de escolas Tomás Cabreira, em Faro.

Desde 2016 exerce funções na EDUCOM - Associação Portuguesa de Telemática Educativa - no seu Centro de Competência TIC e no Centro de Formação de Professores da Associação.

Acompanha iniciativas e projetos nacionais no âmbito da integração Curricular das TIC (eTwinning, Laboratórios de Aprendizagem, Concurso “Conta-nos uma História!”); colabora na definição de Aprendizagens Essenciais TIC; desenvolve formação e acompanha projetos relacionados com a programação e robótica (Probótica, Apps for Good, Gen10s); Dinamiza formação e sessões sensibilização direcionadas para a comunidade escolar no âmbito de uma utilização mais segura e consciente da Internet (SeguraNet); desenvolve formação a docentes também no âmbito da integração curricular das TIC; acompanha e colabora diariamente com educadores e professores, nas suas escolas, em atividades relacionadas com as TIC.

LEITURA, ESCRITA E DISPOSITIVOS MÓVEIS"
POR DAVID COSTA

 

Tal como as línguas e a matemática foram os principais pilares na formação dos jovens até há bem pouco tempo, também as literacias digitais fazem, atualmente, parte do conjunto de competências básicas para a plena integração nas sociedades atuais, englobando a produção multimédia, o processamento e análise de informações, a participação nas redes sociais para criação e partilha de conhecimento e um amplo leque de competências informáticas essenciais para a vida profissional (UNESCO, 2011). Pretende-se, com este workshop, sensibilizar (e dotar) os participantes para um vasto conjunto de estratégias pedagógicas, recorrendo a dinâmicas de ensino/aprendizagem centradas nos alunos, em que as tecnologias e as ferramentas/aplicações digitais são um meio facilitador e motivador para o desenvolvimento da leitura, da interpretação da linguagem escrita e da partilha de conhecimentos.

Susana Colaço

Licenciada em Organização e Gestão de Empresas pelo ISCTE; pós-graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Portsmouth University (UK). Certificada em Coaching e em Programação Neuro-Linguística. Longa experiência profissional na área de Recursos Humanos em empresas multinacionais, em Portugal e Inglaterra. Na Altice: formadora na área comportamental e de produtos e serviços PT. Atualmente, na Fundação PT, gestora da plataforma Khan Academy em português europeu.

KHAN ACADEMY
POR SUSANA COLAÇO

 

A Khan Academy em português europeu, disponível em https://pt-pt.khanacademy.org, é uma plataforma educativa online gratuita, que permite que os alunos, através da resolução de exercícios e visualização de vídeos, aprendam matemática de uma forma diferente, divertida e ao seu ritmo. Conta já com 25.000 utilizadores e 3,9 milhões de minutos de utilização. Contém atualmente 21.000 exercícios interativos e mais de 1.250 vídeos de matemática, sobretudo do ensino básico.

Neste workshop essencialmente prático, os formandos irão explorar todas as funcionalidades que a plataforma Khan Academy oferece para Alunos e Professores: registo na plataforma, realização de exercícios, criação de turmas, envio de exercícios para resolução pelos alunos, análise do desempenho dos alunos, entre outros.

Cristina Serote

 

Cristina Serote, professora do grupo 600 (Artes visuais), licenciada em Design de Comunicação - Artes gráficas, pela Escola Superior de Belas Artes do Porto, que leciona a disciplina de Educação Visual na Escola Básica de Castro Marim. Formadora do Centro de formação da Associação de Escolas do Levante Algarvio nas áreas C15 (Tecnologias educativas - Informática /aplicação da informática) e C16 (Tecnologias Educativas- Meios audiovisuais) com o registo CCPFC/RFO - 10277/00.

Leciona desde 1994, tendo prestado serviço em escolas da região de Setúbal, Alcácer do Sal e Algarve.

APRENDER HOJE
POR CRISTINA SEROTE
 

Ao longo de 3 horas experimentar-se-ão algumas ferramentas que colocam o formando perante desafios que se traduzem num aprendizagem ativa, colaborativa, criativa e crítica. Através do trabalho experimental e de descoberta orientada o formando poderá construir o conhecimento e viver momentos de partilha e de aprendizagem enriquecedores. As técnicas de trabalho a usar entram dentro de um contexto atual, de desenvolvimento do que se pretende para o perfil do aluno à saída da escolaridade obrigatória e equacionam diversas parcelas tendo as tecnologias de informação e comunicação um papel motivador na construção dos resultados finais.

Mário Guedes e Ana Pina

 

Ana Pina

Licenciada em Matemáticas Aplicadas – Ramo Informática. Docente do grupo de matemática no Agrupamento de Escolas do Barreiro, sendo actualmente professora de TIC. Embaixadora eTwinning da região de Lisboa e Vale do Tejo. Formadora de Professores na área das TIC.

 

Mário Guedes

Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas (Estudos Portugueses e Italianos).

Mestre em Ciências da Educação (Informática Educacional).

Docente de Português no Agrupamento de Escolas Gil Eanes, em Lagos, e Formador.

Embaixador eTwinning para a região Algarve.

Contactos:

anapaulapina22@gmail.com

ana.pina@dge.mec.pt 

marioguedes@aegileanes.pt

mario.guedes@dge.mec.pt 

ETWINNING
POR ANA PINA E MÁRIO GUEDES
 

Os projetos europeus potenciam as relações interpessoais e promovem a própria autoconfiança dos alunos. Estas atividades proporcionaram novas experiências para toda a comunidade educativa quer no contato com outros professores/alunos/famílias oriundos de outros países da União Europeia, e fora do espaço europeu, tanto na tomada de consciência de outros “lugares”, outras realidades, como de outros costumes; permitindo aos alunos um melhor desempenho nas línguas estrangeiras e, em particular, no desenvolvimento do seu espírito crítico.

No contexto do ensino-aprendizagem, o recurso a computadores, à Internet e a outras tecnologias é uma mais-valia no que respeita ao trabalho colaborativo, tratando-se de um importante contributo para dinamizar uma informação de melhor qualidade sobre a Europa e um espírito europeu na comunidade educativa.

Acreditamos que as relações interpessoais que se estabelecem entre os alunos/famílias/professores portugueses e europeus potenciam a dimensão europeia e o exercício da cidadania global, sendo protagonista nos projetos europeus e facilitando o acesso de todos à educação.

MEDIAR LEITURAS CULTIVANDO LEITORES CURIOSOS, COMPETENTES E CRÍTICOS
POR PAULA CUSATI

Neste atelier baseado em experiências concretas de mediação leitora e assente em pilares teóricos e numa bibliografia cuidadosamente selecionada de entre a melhor literatura para a infância e juventude, iremos analisar de que forma podemos conceber projetos de promoção da leitura e da escrita capazes de fomentar experiências profundas e reflexivas desde a mais tenra idade até à autonomia do leitor.

Algumas questões que iremos focar:

  • Que leitores/ mediadores somos?

  • Que leitores desejamos cultivar?

  • Como selecionar um acervo de qualidade, de entre o labirinto disponível para promoção da leitura e da escrita no século XXI?

  • Como proporcionar percursos leitores que convocam a atenção, a curiosidade, o deslumbramento, a imaginação, a reflexão e o pensamento crítico?

ALGUÉM PEDIU UM TEXTO? ― DESAFIOS DE ESCRITA
POR MARGARIDA FONSECA SANTOS

Neste workshop vamos saber como funcionam os desafios de escrita, quais as aplicações, vantagens e particularidades. Através de exercícios feitos por todo o grupo, será possível entender a filosofia deste trabalho e como se modifica a forma de pensar o texto.

Tendo como suporte a plataforma 77palavras.blgspot.pt e a página de apoio a professores, serão dadas ferramentas cruciais para escrever e pôr outros a escrever.

Conteúdos:

• O que são os desafios de escrita

• Exercícios de construção de texto

• Ritmo do texto e depuração da linguagem

• Trabalhar a criatividade – cuidados e potencialidades

Local

Universidade do Algarve

Campus de Gambelas

Auditório Teresa Gamito

telef. 289 800 906 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now